Por perto

Com o passar dos anos a segurança existe e resiste. E quando estamos a nos comunicar florescem boas vibrações… Principalmente quando mais a gente se conecta; se aproxima… parece que o violão nós está sendo afinado. É possível ouvir as tarraxas! Minha gratidão é eterna, ou pelos menos até minha morte. E tudo isso, pelos momentos em que tivera tempo pra mim; pelos sentidos que criou em mim; pelos os vários, em diferentes dias, frios na barriga! Inclusive na produção desse texto… frio na barriga. Obrigado! A cada nova conversa que tínhamos, a gente compunha uma canção, e o violão cujo, já afinado… tocava e toca de maneira omnipotente, e do além, posso dizer, começam aparecer as perguntas, e claro… as respostas criativas. A gente se perde na conversa. Nossa mente se expande e como o universo, cresce. Já falei que poderíamos ter vindo da mesma estrela. Lembra? E pode parecer que seja algo dito para agradar, mas é algo dito especialmente e exatamente para agradar! Pois, não existiria outro motivo melhor, para que então pudesse ver que ficaste feliz, e que sorriu pensando em algo que leu ou ouviu, e o melhor… de minha autoria, e esses detalhes torna mais especial, memorável, e na hora de afinar o violão, não existe êxtase maior, e a contemplação seguinte é natural. Agora, estamos por perto! Na linha do tempo da criação do mundo, estaremos lá! Mesmo que suma de vista, parte de tudo o que criamos na mente e vivemos de fato, mesmo por internet, estará guardado na personalidade de quem somos. Eu costumo subestimar-me muito, talvez isso tenha feito eu parar no tempo, e desculpe, que se parei, talvez eu decepcionei. As pessoas tem muitos problemas de fato, e como eu já disse um dia: talvez a gente chama qualquer coisa de problemas. E isso faz com que eu questione a mim mesmo. Tenho problemas? Eu tenho que tomar exemplos e levantar, ficar de pé! Para que então tenha mais forças para agradecer ainda mais pela existência, e pela sua existência. Agradecer no sentido de viver alegre consigo mesmo, e com as pessoas ao redor; Agradecer ao universo por ter nos colocado no mesmo caminho, mesmo que seja apenas para dar um Oi tímido e abaixar a cabeça. Eu estarei por perto, sabes bem disso. A gente vai afinar esse violão onde quer que seja, porque a gente não pode deixar de amar as pessoas que se preocupam contigo, e que seja… apenas uma pergunta, se está tudo bem! Toda vez que fala comigo, eu ganho um abraço, e por alguns instantes, enquanto próximos, o peso vai embora,  por outro lado a vontade de ser ainda mais diferente ganha uma força muito grande, a força que significa: você por perto. Mesmo que seja um ‘Ei, está tudo bem?’ ou um Oi tímido, vai fazer diferença!

Obrigado!

Clarice que disse

Conheço há tão pouco tempo, mas sinto que conheço desde quando nasceu; desde que começou a fazer suas escolhas. No meio disso tudo, vamos dizer psicodélicas, escreverei essas palavras: Clarice, quem disse que poderia deixar de tela; quem disse que sua alma merece ficar aqui no mundo cego e fútil nas horas que se precisa… e quem disse que o coração um dono já há. O pouco que sei, é de fato a razão para o conteúdo que jaz em você, consegue demonstrar, intimidar, e fazer ter medo! Consegue por a fogo suas provas de vida, e por mais que sejam inúteis tais palavras para você, eu sei… encontrará o significado. Das coisas que eu entendo e que tu entende, são ambos semelhados, se batem e quebram até chegarem a uma conclusão. O que me ensinou: Mente necessita de mente, um necessita de ser dois e coração necessita ser um. Em modos explícitos, tenho que sobrepor para dizer que deve viver mais. Necessita de ti o mundo… E juntos, para com outros “Make a chance in the world”. Visão jovem inteligente, me faz perceber, tu é Clarice, e me disse: Tenta vai. Leigos eu e você não somos, sabemos aonde ir e para que onde for… Concluiremos nossa missão e trazemos paz para os corações… E você, mais um ano… Viva, viva Clarice, quem disse? E agora a rainha completa mais um ano de reinado, que seja feita mudanças… melhorando, aprimorando, ajudando! É clichê? Sim, mas eu não digo atoa, é verdade. Eu precisei, e fui ajudado, ela Clarice, veio ao fato. Disse-me: Quem tem razão se não dá opinião!? E qual é o texto, se não é/foi lido… E quem somos, se não amados, e que eis se não julgado. Meiguice se esbanja, muitos doutro hora pensam ser ofensas, mas é apenas um olhar de quem sabe julgar, proteger e governar. Dizem ser metida, mas, conversa de multidão não se da bola, fatos improváveis… Não sabeis julgar, não julgues. Seu mal é ser muito de bem, mas o mal pode virar bem quando mais se tem, então o bem se dar por vencido! O mal tropeça e executa o bem, e faz bem! Muito bem! Clarice, quem disse?! Eu… Alguém, semblante apagado, mas coração flamejante. Estarei lá e aqui quando precisar. Clarice, que disse que o melhor de ser outras frequências é ser uma frequência, juntos pedras retirar, para juntos se eternizar. Bem, não sei o que digo, e nem o que escrevo na maioria das vezes, tudo sai de maneira descontrolada, e por fim se torna um “texto”, mas espero que junte fagulhas e busque significados. Pequenas coisas podem vir de grandes intenções, e a minha é te alegrar.