CORAGEM!

A sinceridade que temos conosco e aos semelhantes significa coragem! E o contrário disso, é o medo, que faz com que a gente não seja verdadeiro e autêntico, revogando até nossa identidade, deixando vários sorrisos de lado e dizendo outros muitos não! A gente pula fases com o medo. Encarar o que está a frente é o mesmo que sair de uma prisão, cujo você não tem a chave e muito menos a ideia de como se libertar. Algumas palavras ditas, ou um pedido de ajuda poderia ser o suficiente para caracterizar algum indivíduo como uma pessoa corajosa, onde as consequências seriam o frio na barriga, e a ansiedade pelo o que se espera. E parece até bobagem, mas pra quem sente na pele, é uma vida que está em jogo. Existe uma preocupação de como as pessoas iriam reagir. Ser corajoso é dizer que é culpado, e que pede perdão visando a melhora, e a compreensão melhor do mundo, das pessoas e de quem somos. É o conhecer a si mesmo, e nesta hora, você tende a ativar o foda-se, que é relativamentre bom, pois o foda-se as vezes pode ser outra defesa, e não coragem. Eu ainda estou na solidão, e ela é boa por isso, quiça eu não estaria digitando desta forma, com um português mais ou menos. O menos é melhor do que muitos que já vi por aí. Ficar sozinho, você e o deus que está dentro de você, as vezes pode ser uma grande escolha para mudar de comportamento e seguir em frente. Mas não fique muito tempo sozinho, a vida pede dois e viver sozinho é suicídio! Sem amor não somos nada! Ter sensibilidade para perceber o estado de uma pessoa, pode ser uma grande ajuda para o mundo, então tente ter empatia! Busque dentro daquela pessoa suas características e mostre a ela: identidade! Ela não precisa se esconder! James é uma pássaro, e pássaros costumam voar quando acreditam que são capazes. Flutue, você não vai cair do ninho, coragem!

Papéis‬

Cumprimente todos no começo. É fácil de fazer, e é o fundamental para haver base na luta. Cumprimente.
 
A morte é um papel, cujo, nunca sairá do roteiro de nenhuma peça teatral. Escreva sua história, imaginando apenas estes dois pontos: o de início e fim. Entre estes, faça o que mais sentir desejo, peça vários abraços, pule na chuva. O simples é básico para ser feliz! Feliz no sentido de conseguir enfrentar os problemas sem deixá-los entrarem dentro de você… quando entra, é tarde. Faça exercícios, mente, braço, perna… Um bolo pro vizinho!!! A vida é boa sim… Fique em coma de amigos, faça sempre O NOVO. Não dói ser bom pra ninguém. Rasgue os papeis em cinza, ser ranzinza não cola. Super machista não lucra amor. A mulher não tem só a bunda para mostrar, tem seu ponto de vista também, e é muito interessante. Chega de aproveitar do outro, pra começamos a aproveitar nós mesmos. Rasgue papeis do mesmo tamanho, padrões! Patriarcalismo não deixa o colorir mais suave. E a gente precisa escrever novas histórias! E que sejam muito coloridas… cada cor representa o que a gente sente. Existem problemas enormes, sim, GIGANTESCOS! Mas, basta mudar de posição, para percebermos que era apenas uma pequena sombra, e você soube encarar esta felicidade. A liberdade muda qualquer ponto de vista. Mude o seu, quando achar que está tedioso. É semelhante isso, quando deitamos no sofá, e procuramos a melhor posição. O individuo tem que fazer, se mover… Mudar de opinião não é defeito! Será incluído no meio social, deixará de ficar no canto do quintal, será a arvore mais alta. Assuma o papel de querer viver, esqueça outros papeis, eles já foram rasgados, pois a chuva já os borrou e borrado, nada anda pra frente! Quando quiser confortar alguém, saiba primeiro, se não é você que precisa de conforto. Eu tenho inspiração a todo instante, por isso assumo o papel de querer chover neste rio, que cria correntes, e tudo por sua causa. Eu deságuo neste texto, sou chuva e ele o rio. Você foi a evaporação que fez a chuva querer viver e assumir seu papel, e tudo por causa de um trecho em especial. Espero que essa frase seja a vitamina principal desta leitura: A morte é um papel, cujo, nunca sairá do roteiro de nenhuma peça teatral. Reinicie quando der errado, a vida é boa, e necessita que você rasgue papeis, principalmente os papeis que não são seus, opine o que vier de você, de seu ser. Tenha personalidade, identidade! Seja diferente. – James

Contexto de James

Ler devagar faz entender quem escreve e se entende quem lê. Pare rigidamente em cada ponto, e siga em frente.

Em todo momento, todo momento… eu estive ali. Eu juro! As minhas lágrimas são motivos da existência de tudo o que me tornei nos últimos anos. Todo o sofrimento que enjaulado em minha em meu coração e cabeça. Um sofrimento incompreensível para todo olhar externo. Eu mesmo faço este contexto triste de quem sou, mas não sou eu… são alguns erros mal resolvidos que me fizeram ter esta postura. Eu sou um ator, um artista, alguém sensível de mais a ponto de não querer e conseguir chorar na frente de outras pessoas. Sou o cara orgulhoso que no fundo escuro de seu quarto sente o gosto da maldade de quem não o compreende e lhe julga por sua aparência. EU-NÃO-CONSIGO-ASSUMIR-MINHA-IDENTIDADE! E me arrepio de desejo de gritar com meu peito o quanto eu tenho para oferecer, que todo abraço que não recebeu eu irei tentar suprir; que os momentos que feliz que não passou, eu irei tentar fazer você sentir! Porque tenho preso em mim sentimento de anos e anos. Palavras não ditas se prendem nesse nó de garganta, da vontade, do desejo de abraçar; do desejo de estar… eu tenho, tenho. Meu contexto é longo e chato. Saberei se me amas, quando ouvir a última palavra. Eu nunca amei de verdade, nunca tive a oportunidade como todo jovem deve ter. A experiência de estar junto com alguém cujo você compartilha seu dia, sua tarde e vive a noite. Essas são as letras de meu corpo, tome-as, pegue-as, leia!  Eu preciso ser interpretado…. Ah! Que dor, que angustia, que vontade de viver de verdade! De palavras que desejo, que odeio agora eu sinto de todo o planeta, de todas as pessoas, elas estão erradas! EU SOU O CORRETO! Vou ficar em canto calado, e um dia irei provar todo o meu poder…, Mas não é assim que saberei resolver os problemas que nunca enfrentei. Enquanto não houver uma intervenção com a intenção de dizer que errei, enquanto eu não dizer não estarei pronto para viver. Nem todo bem material irá suprir meus desejos, nem toda música irá dizer as palavras que preciso ouvir. Em cada dia eu tenho um sorriso diferente, mas nenhum deles me satisfazem, e nenhum dizem para quem eu converso que estou interessado. Penso e já pensei em morte, e garanto a você que parei de colocar culpa no planeta, não tenho ódio dele. São centenas de horas para conseguirmos compreender quando estamos errados, e mais meia dúzia para aceitarmos isso. As gotas estão se esgotando, isso significa que a tinta deste contexto também. Eu continuarei esta minha história que em todo momento é verdadeira!