passar

Acúmulo 19

A diferença de ambiente tira minha conhecida criatividade. Adaptar-se para viver passa a ser a minha sede principal… Onde estarão as perguntas, quando meu cérebro necessita responde-las?!  O acúmulo de ilusões se torna o golpe mortal menos querido, não muito amável… O espaço deve ser reconquistado, onde a glória é a última que vive. Irei obter coragem porque eu idealizo muito o futuro e  para arriscar necessita-se coragem. A sinapse de meus sonhos torna melancólico o desejo e a neuropatia me aguda, me deixando ao alto onde proclamo pela o conhecimento que espero que tenham todos. Incompatível, irreversível o ato feito, em toda esquina em que conheço alguém experiente, desejo ter este reciproco conhecimento e digo irreversível porquê conhecimento ninguém irá tira-lo, é seu, guarde. As coisas funcionam quando você consegue compreender e ser compreendido por outro ser, desta forma as coisas fluem, a vida cresce, você se torna melhor. Depois de tanto tempo me sinto vinho, e quero ser muito mais valioso com o passar do tempo, eu quero ser reconhecido pelo o que me tornei. Treze de setembro, meu aniversário… Mais um ano passa, e escrevo simples para me desejar parabéns. São apenas dezenove tentativas acumuladas em um cérebro simulado pela razão obtida nesta pouca história, eu desejo ser grande, eu desejo ser mais. Não é ganância, é… aproveite a vida enquanto podes ser melhor. Os anos servem para avisar que passou, e espero que este passou não inclua as boas ações.

Anúncios