sentimental

Desconhecido afeto

Olhos por toda parte da sala, mente por toda parte do corpo e a humilhação ainda continua existindo, as pessoas continuam sorrindo, demonstrando o lado humano ruim de ser. Sem sensibilidade não há contato, eu me sinto ferido.

Estar ferido não é uma desvantagem, pode ser acréscimo quando você fica parado, é o momento em que sua mente mais funciona… A estratégia torna-se fácil de ser visualizada, e os dados tentam rolar.  – Onde está você? Quando mais se ouve o grito de socorro, quando mais se vê o seco nos olhos, e quando digo olhos, também o vazio do estômago, o ser é fraco. Eu perdoo-os?  E minhas lágrimas? … Onde estão todas aquelas frases de amor, de carinho. As pessoas começam a cair, as mascaras derretem. Sabemos que o ódio é o mais sincero dos sentimentos, porque são as divídas que mais lembramos, o ódio é a dívida mais dolorosa. E qual  mensagem que realmente devemos receber, qual a palavra correta para ficarmos finalmente felizes, não está bom o bastante?

Qual será a solução para o fim daquilo que é ao contrário de afeto, o limite. Até onde vai o limite, até onde conseguirmos aguentar. Eu não entendo ainda porque buscar estas respostas se podemos simplesmente olhar um para o outro e compartilhar o que temos, é uma falha não ser o que somos.

Precisamos urgentemente separar as coisas devidamente. O sólido do liquido, a política e sua vida, a bondade do prêmio, para podermos repensar nossas ações. Podemos fazer sem receber porque queremos fazer, este é o afeto que não conhecemos, isso é o que falta. Eu preciso disso agora, porque estou caindo e você também, mas ninguém diz nada. Movimento. Falta multiplicar calor com abraço, falta ser sentimental. Isso não é exagero, é apenas um espelho do mal que o mundo se torna todos os dias. E isso sim é o fim. Não ter afeto por alguém é o final da estrada, inclusive da sua estrada.

Anúncios