Sonhei

Eu sempre sonhei pelo céu

Eu espero que exista realmente um chão céu. Quero pisar e sentir realmente o peso do que seria minha vida. Olhar para baixo e ver o quanto somos capazes de construir, evoluir, melhorar… O quanto somos melhores do que isso.
E se tudo for mentira? Desde o primeiro dia de sua vida… E se não haver mais ninguém. E se tudo mudasse apenas depois de um cochilo. O que seria você? O que faria para viver. Quais seriam suas palavras. E o silêncio da atitude sem pensar, e agora não posso rezar… E se não haver ninguém de fato, se tudo fosse um acaso. E se sua mente for de um gato, que pensa em pular do alto sem morrer ao tato. E se tudo o que vive fosse apenas uma sombra, de quem te criou, como ela desejaria viver. Somos cópias e mais cópias. Eu quero um mundo novo, tudo oco, para tentar desde do início preencher com o que interessa. O mundo precisa, mais está tão cheio. O cheio de faz barriga vazia. Não consegue nem mais apertar o cérebro e trazer a dor ao coração. Dor de amor, que se some. É como um quadro escolar, onde se apaga quando nada mais se torna divertido. Parece que todos nós hoje, somos um quadro. Quem vai me apagar ainda? E a fila. Que vida em… Eu sempre sonhei em algum lugar cujo fosse alto e que não me deixasse cair. Eu sempre sonhei pelo céu. Algo cujo chegamos perto e logo se some, não é nada… um reflexo com coisas brancas onde não posso explicar o porquê de residirem ali. Criamos mais perguntas. Tudo entra para o armário, fica guardado. E aquele cara, pobre coitado, foi-se embora sem ao menos saber, onde ficaria a escada para o céu. Pobre mesmo, nem ao menos sabia que nunca existira algo assim. É, tudo não seria mentira quando eu imaginaria, tudo é. E o “é” dói… By James

Anúncios