Perdi a vida…

Eu estou feliz! Converso com muita gente, geralmente tenho bastante amigos… dou muitas risadas. Vou a muitas festas!

Aparento ser muito feliz, te conto piadas; gosto de cerveja! Eu sou humano porra!

Mas, quando estou sozinho, e penso… ou Quando algo está dando errado, apenas sinto dentro de mim alguma coisa, é segredo… mas isso faz com que a ideia de partir não seja tão ruim.

Ainda falta alguma coisa. Algo que eu não posso dizer, é segredo.

Eu sou bom? Não gosto de dizer que estou mal, quero ver pessoas sorrindo.

Eu perdi a vida, não vivi muito… então resta o eu. Irei partir. Você não entende, mas… não é o momento pra discutir, apenas irei. Obrigado.

O tempo se corta, para que as cenas não se tornem um filme de terror. Desculpe.–

Todos os dias eu vejo noticias de pessoas suicidando. Caso você, amigo da internet, pensa nisso. Lembre-se que você não está sozinho, converse mais SOBRE o segredo. Não poupe ninguém, apenas diga! Não se mate por alguém, não se mate por sí mesmo. Procure pessoas, e tente se livrar deste sentimento. Sua vida não é qualquer coisa.

Prevenção do #suicídio, disque: 

0800 273 8255 

0800 290 0024

Centro de Valorização da vida, disque: 

141  

FAÇA!

Você já parou para pensar, a quantidade  de pessoas necessitam de ajuda, ou o quanto pode ser grandioso o momento em que você pode ajudar alguém, e não só “alguém”, mas animais, – lembrando que eu considero animais também alguém… eles são alguém! Já por algum momento se preocupou com que está acontecendo com o planeta inteiro?

Eu te pergunto, e o tempo? Tem alguma importância pra você? – Lembrando que eu estou me referindo ao tempo perdido! O que você vai fazer quando crescer? – Eis a questão!

E o amor, e o amor! E O AMOR! Você sabe o significado de amor? Eu não estou me referindo  ao amor que você diz sentir por alguém, que você só se relaciona a um mês! Eu estou dizendo sobre o amor que você tem sobre: o que você conquista; o que você é; sobre sua família; sobre suas ações e resultados. Mas porque dizer isso tudo? Bom, são coisas simples ao dizer, mas muitos complicadas na pratica. E este tipo de “coisa” as pessoas não gostam de comparar, ou seja, não é popular! Eu digo comparar é claro, no sentido de ser melhor do que o outro… e eu pergunto: você sabe porque elas não comparam? – Não existe vantagem no ego. Um exemplo: é muito melhor você dizer que seu celular é melhor do que o meu, do que dizer que doou sua mesada do mês! As pessoas se sentem melhor doando para elas mesmas; as pessoas tem vergonha de dizer eu te amo(inclusive eu)! Infelizmente hoje está cade vez mais real. Eu peço que você fuja disso, por-favor! Eu tenho uma dica: tente ser melhor todos os dias. Diga eu te amo!

A ajuda é uma necessidade de sentir-se bem e fazer o bem. O pensar é ignorado, porque agir sem pensar é muito mais gostoso! Mas, apenas por alguns estantes ele é gostoso. Depois frases do tipo: “eu não acredito que fiz isso,” – ” Eu não deveria ter falado aquilo;” – Ah, eu deveria ter feito isso, deveria ter feito aquilo.  Mas nunca fez! Acorde!.. e PERCEBA: que tentar ser solidário não muda o mundo! Você têm que fazer! E é exatamente isso que quero livrar de você: o tentar. Livre-se desse maldito ego quando estiver entre seus amigos; quanto estiver entre família! O ego só é importante quando sabemos aceitar o ego do outro. Pense e pergunte, para alguém pensar e responder. – Seria o mesmo de que: queira fazer e faça, para alguém querer e refazer.

Já sentiu aquele alivio quando fez algo de bom para alguém? Imagine você sentir isso todos os dias. E é uma tarefa fácil! Mas para você concluir essa tarefa diária, você tem que impor na sua mente uma lição: a compreensão! (não digo no vídeo)… Você deve aceitar as coisas como elas são, as escolhas como elas são escolhidas, o ser como ele quer ser… o gostar do que ele gosta! ACEITE!

E quando falo sobre tempo, é que estou querendo alertar que o seu está se esgotando, e quando passa… não se pode fazer nada mais nada menos do que se arrepender! Mas se arrepender com pouco tempo não é muito coisa não é verdade? Por isso: faça ações em busca de boas reações, ajude o próximo, aceite o próximo… ganhe ajuda e escolha o que quiser sem ninguém da pitaco! E não dê pitaco nas coisa dos outros!

Mas sempre lembrando, que isso deve começar por você, ninguém vai tomar as atitudes que você precisa; ninguém vai estudar por você! Comece dentro de casa, bem la no fundo de casa… da sua mente!

Pra quem quiser ver esse texto em vídeo: Clica AQUI.

Decência

.
No mundo estamos ativos, no mundo estamos.
A gente trabalha, melhor dizendo, pouca gente trabalha.
A gente se sente livre, porém, quem é livre afinal?
Existe o desejo, mas poucos se concretizam.
Existe o medo, e ele assassina desejo.
A gente sonha também, e chora as vezes.
A gente é decente, mas nem todo mundo usa decência.
É estranho dizer… Mas sempre existirá PORÉM!
A gente é pleonasmo, a gente vive nele.
A gente precisa explicar, que ser bom para outra pessoa é o mesmo que ser bom consigo.
É triste pensar, que é preciso ensinar que amor é reciproco.
A gente pensa demais, aí o tempo acaba, e nem um abraço se recebe.
A gente ama, mas fala de mais.
A gente erra, e errar é natureza.
Existe tudo o que é bom, entretendo, se esquece que existir é ação.
A gente é porcelana, e a raiva nos racha!
Eu, James, falo de mais, sou gente.
Mas na cabeça, existe interrogações:
O que é preciso fazer para ser bom?
O que é preciso fazer para ser útil?
O que é preciso fazer para ser único?
O que é preciso fazer para mudar o jeito de ser?

Acúmulo 19

A diferença de ambiente tira minha conhecida criatividade. Adaptar-se para viver passa a ser a minha sede principal… Onde estarão as perguntas, quando meu cérebro necessita responde-las?!  O acúmulo de ilusões se torna o golpe mortal menos querido, não muito amável… O espaço deve ser reconquistado, onde a glória é a última que vive. Irei obter coragem porque eu idealizo muito o futuro e  para arriscar necessita-se coragem. A sinapse de meus sonhos torna melancólico o desejo e a neuropatia me aguda, me deixando ao alto onde proclamo pela o conhecimento que espero que tenham todos. Incompatível, irreversível o ato feito, em toda esquina em que conheço alguém experiente, desejo ter este reciproco conhecimento e digo irreversível porquê conhecimento ninguém irá tira-lo, é seu, guarde. As coisas funcionam quando você consegue compreender e ser compreendido por outro ser, desta forma as coisas fluem, a vida cresce, você se torna melhor. Depois de tanto tempo me sinto vinho, e quero ser muito mais valioso com o passar do tempo, eu quero ser reconhecido pelo o que me tornei. Treze de setembro, meu aniversário… Mais um ano passa, e escrevo simples para me desejar parabéns. São apenas dezenove tentativas acumuladas em um cérebro simulado pela razão obtida nesta pouca história, eu desejo ser grande, eu desejo ser mais. Não é ganância, é… aproveite a vida enquanto podes ser melhor. Os anos servem para avisar que passou, e espero que este passou não inclua as boas ações.

Passionais

Existem histórias que servem apenas para se contar, porque nem sempre o que se viveu servirá de exemplo para o que se pode conquistar, desde que então esteja se baseando em sua história. Sou passional, odeio carnaval, e com isso digo que a ponta do início do começo na cabeça do minuto me deixa tonto todo besta quando sinto, quando amo sem ser amado na verdade. Pensando em o que eu iria fazer para botar a minha sensação de querer de nova foto de vida, de fotos de amor. Eu quero tirar mais uma fotografia de amor, sem usar o flash, para não ficar muito meloso, mas, me arrependo e lembro que sou um doce, atraio muitas formigas, por isso acabo me afogando as vezes, e por isso desisto da vida, e nunca completo a desistência, mas sei que um eu irei conseguir, e me desculpe, Eu James iriei partir. Ser dramático quando ouve música me torna uma falácia sempre quando digo que tenho força. SER SENSÍVEL também é um dos grandes erros genéticos ou frenéticos que se tornam frequência de acordo com a frequência que minha história vem se criando. Desânimo tenho bebido todo fim de dia na sexta, quando os dias de semana se esgotam, e chega aquele sábado que eu iria convidar para aquela luz tela quadrada, podermos apreciar, não é concreto, nem se completa. É um desespero guardar muita coisa na cabeça, pois não há alguém que pense tão bem, a ponto de fazer, a batida do coração diminuir, quando seus olhos se juntam com aqueles outros olhos… e infeliz eu de novo passional demais para ser mentira, e acabo me derramando na cama, mas, ela não tem a mesma utilidade como sempre, apenas se torna um “T”… Tédio. E sem respostas, sobre amor, sobre vida, sobre morte, não sei se valeria a pena, partir e por este motivo, o valer a pena, eu ainda não fui. Sou orgulhoso de mais a ponto de saber que posso provar todas as minhas mascaras e qualidades, visando sempre o meu brilho e o seu bem. Eu perderia muita coisa, que eu poderia ter, pra agora, por alguns minutos ter você. E por assim, tão cinema esse meu jeito, tão teatro essas minhas lágrimas, um dia também já havia pensando em chorar como ator, para fingir que é cena, e conseguir chorar em uma cena que queria que ocorresse. A cena pode ser falsa, mas, enganar o sentimento ninguém é poder para fazer desta maneira. Sou passional, sentimental e ainda tento pensar, mas mesmo tendo razão, a emoção descontrola todo tipo de frequência que havia então criado, por isso minha história deixa de funcionar, não é pilha que falta, é vontade, porque eu sou um ser, e ser sente. O mundo com sua maneira fria de se mostrar mesmo não sendo ele, me machuca. Não tem sentimento sem pessoas, sem abraços… e esse sentimento da cabeça é suicídio e não quero faze-lo. Pensar, pensar e penso porque estive sozinho este tempo todo, mas se houve pessoas, eu não pensaria tanto, eu iria me importar em só amar, e agora pensando tanto, percebo que preciso, eu sou falta daquele que se diz o mais vazio, é tristonho, mas, seu eu não digo, continuarei pensando, e só pensar não basta, a gente pensa, pra poder falar bonito pra alguém a ponto de faze-la lhe amar, mas achar alguém e faze-la sentir, nem o mais pensado há de conseguir, não… Não tem destino, tem estrada, e ela só existe quando queremos. Eu sinto a todo tempo, e escrevo a todo tempo, fica na cabeça e só as vezes, eu choro aqui, porque como eu disse, a gente pensa para falar bonito e agradar alguém, sou evolução, e o processo é doloroso… Seja bondoso com quem quer dizer, ouça.

Se eu pudesse mudar o tempo

Provavelmente, eu, mudando o tempo… voltaria nele, segundos, minutos até dias talvez pra frente! Cairia nesse túnel de cabeça, como se fosse um mergulho em calda de chocolate. Iria encontrar com Jesus, ouviria suas poesias de perto, aprenderia sobre este suposto amor que estão no futuro daquelas páginas, tentaria o máximo concluir. Mais tarde, eu iria bater um papo com Sócrates, perguntar que diabos é essa de consciência do homem. Iria tentar entender antes o que depois não consigo ler. Ah… Se eu pudesse fazer, voltar, ver. Eu poderia passar um dia planejando outros dias, sei o futuro. Escolheria a segunda, iria até o sábado, e claro, domingo um descanso. Toda vez que eu me perguntasse, se deveria ir ou não, na verdade: nunca haveria me perguntando se deveria, eu apenas iria. Sei o que irei perder caso não fosse, mas na quarta eu já desisto, não perderei muita coisa, faltarei a aula hoje. Que bela garota vejo… Você sabia que eu irei viver com ela um dia?! Pois é, já vi todas as cenas, não sei se terá o mesmo gosto, e tenho uma surpresa; eu não vi que ficarei em dúvida sobre se eu soubesse o que faria. Sensação estranha, talvez você tenha sentido isso um dia também… Fica complicado mesmo sabendo o futuro, pular do penhasco sem a barriga fria não tem graça! Eu não quero mudar o tempo, me questiono: E se eu me arrepender, e o pior?! Me arrepender de não ver que iria me arrepender. Eu vejo apenas o que aconteceria, não a maneira como meu sentimento funcionava. Ta ficando chato, ficar mexendo nos ponteiros do relógio estraga a engenhoca! É melhor deixar a água cair naturalmente, funciona mais rápido sendo eficaz. Se eu pudesse mudar o tempo, eu retiraria de mim, o (pudesse). E bateria a cabeça, com aquele maravilhoso frio na barriga.